UFSCMUN 2018

UFSC Model United Nations

  • Florianópolis, Brazil
  • Sep 15 - Sep 16, 2018
  • 100 Delegates
  • R$35.00 Fee
  • Delegate Applications
    08 Jun 2018 - 13 Sep 2018
  • Delegation Applications
    08 Jun 2018 - 10 Aug 2018

O UFSCMUN (Universidade Federal de Santa Catarina Model United Nations), fundado no ano de 2015, busca promover simulações de Organizações Internacionais e Comitês Governamentais para alunos do Ensino Superior de todo país. A intenção é reunir estudantes interessados no debate de questões que impactaram a história da formação do paradigma atual das relações internacionais, bem como questões atuais e de grande relevância. O projeto acontecerá entre os dias 15 e 16 de setembro de 2018!


Dúvidas ou informações: ufscmun@gmail.com

Committees only in Portuguese



Rating

4.43 out of 5

Top Rated MUN

This is a Top Rated series of conferences - it has consistently been rated with 4 or more stars!

Other Editions


Organizers

Carolina Micheletti
Secretária-Geral

João Paulo Bosso
Subsecretário-Geral para assuntos acadêmicos

Bruna Peter Rosa
Subsecretária-Geral para assuntos administrativos

João Vitor Corso
Assessor Financeiro


Country Matrix
Committees
Conselho de Segurança: Crise Humanitária na República Democrática do Congo
Conselho de Segurança: Crise Humanitária na República Democrática do Congo

Topics

  • Atualmente, a República Democrática do Congo é um dos pontos de maior atenção dentro do Sistema Internacional. Assolado por um longo período de violência que já dura mais de 20 anos, a RDC conta com a ajuda humanitária da ONU através da Missão de Paz, conhecida como MONUSCO. As chacinas de homens, os estupros de mulheres e os sequestros de crianças são frequentes. O governo central do país sofre com a situação de instabilidade política, e os conflitos étnicos apenas agravam a situação do país, que passa por uma grande insegurança alimentar, segundo o Escritório Humanitário das Nações Unidas. A MONUSCO se tornou a missão de Paz da ONU mais cara da história da Organização e, aliado a isso, a RDC se encontra como um dos países com maior disponibilidade de recursos naturais da África Subsaariana, o que justifica, em maior medida, a necessidade de discutir a situação do país da África Central, inclusive no âmbito do Conselho de Segurança. A delegação da República Democrática do Congo participará como membro observador nesta reunião.
Chairs
Eduardo de Rê
Larissa Gheller
Akihito Mitsuse
Danniel Figueiredo
Imprensa Internacional
Imprensa Internacional

Topics

  • A Imprensa contará com a composição de 5 jornais de grande renome dentro do cenário mundial e também muito relevantes para as discussões em questão. O Jornal “The New York Times”, contará com a presença de um delegado, já que o Jornal ficará responsável por noticiar os fatos relativos ao Conselho de Segurança. O Jornal “Folha de S. Paulo” terá a representação de um delegado, que ficará responsável pelas notícias do Acordo de Cooperação entre MERCOSUL e UE. Também, na cobertura jornalística sobre o tema da Reunião Ministerial da OMC, o jornal “Le Monde Diplomatique” será representado por um delegado. O Jornal “Angop”, por sua vez, terá a participação de dois delegados, que ficarão responsáveis pela cobertura das temáticas do Conselho de Segurança da ONU e do UNHRC. Por fim, o Jornal “AllAfrica” ficará responsável pela cobertura do tema dos Direitos LGBT+ em África, discutido no âmbito do UNHRC.
Chairs
Caio Corrêa
Júlia Saint Martin
Reunião Ministerial da OMC: Acordo MERCOSUL-UE
Reunião Ministerial da OMC: Acordo MERCOSUL-UE

Topics

  • A aproximação comercial entre MERCOSUL e União Europeia não é algo recente. A possibilidade da formação de um acordo entre a união econômica e política dos Estados europeus e a organização intergovernamental latino-americano está sendo discutida a mais de 20 anos para uma possível formação de uma zona de livre comércio entre as partes. O projeto, que encontrou diversas barreiras desde o início de suas discussões, caminha aos poucos para um possível acordo com a mudança de diversos posicionamentos, como da parte brasileira e argentina, que aos poucos passam a aceitar a possível parceria como uma possibilidade de prosperidade aos países sul-americanos. A parte europeia pressiona o MERCOSUL em diversos setores para a flexibilização de regras – principalmente nos setores de carne e no setor automobilístico – e encontra certa resistência por parte do Cone Sul. Entretanto, as partes acreditam que o acordo deva ser fechado ainda este ano. Nesse sentido, a Reunião Ministerial da OMC torna-se um espaço de discussão entre as partes para acordar, argumentar e discutir sobre a situação atual.
Chairs
Luana Cunha
Mariana Godoy Omena
Vítor Picolo Pereira
UNHRC: Violação e Discriminação de Direitos LGBT+ em África
UNHRC: Violação e Discriminação de Direitos LGBT+ em África

Topics

  • A questão dos direitos LGBT+ se tornou um assunto de extrema visibilidade dentro do cenário internacional. Em um momento onde cada vez mais encontramos países realizando o reconhecimento legal do casamento entre pessoas do mesmo sexo, ou mesmo identidade de gênero, alguns países – principalmente os africanos – continuam a se posicionar de forma contrária aos direitos humanos e, em muitos casos, condenam indivíduos homoafetivos a morte. Por essa razão, faz-se extremamente necessário manter o assunto dos direitos LGBT+ em pauta constantemente. O Comitê UNHRC busca discutir os direitos LGBT+ em África não somente trazendo em pauta as violações de direitos humanos cometidos no continente e os casos de violência, mas também possibilitando a participação de diversos outros países que possuem posicionamentos fortes sobre o tema, como é o caso da Rússia. O Comitê, desta maneira, busca trazer ao foco um tema de demasiada importância, possibilitando assim, uma discussão que permita o reconhecimento da sua grande urgência no século XXI.
Chairs
Felipe Zimmermann
Yago Collaço